Maio Amarelo tem ações de conscientização para reduzir acidentes de trânsito

Com o tema “Juntos Salvamos Vidas”, a campanha Maio Amarelo 2022, visa a reduzir acidentes de trânsito e evitar mortes. A iniciativa tem a participação de órgãos governamentais e diversas organizações. A Polícia Rodoviária Federal iniciou as ações com campanhas educativas nas redes sociais e foco na educação para o trânsito, durante as fiscalizações nas rodovias federais de todo o Brasil.

A mobilização da PRF quer conscientizar o cidadão sobre a importância da segurança viária e alertar os motoristas que a responsabilidade ao volante é fator determinante para o número de acidentes, mortos e feridos nas rodovias federais. As estatísticas da instituição apontam que o alto índice de acidentes graves e fatais no Brasil tem como causa principal as falhas humanas.

A PRF vai mostrar ao cidadão que medidas simples e eficazes podem ser colocadas em prática para reduzir os acidentes, como utilizar passarelas e faixas de pedestres, respeitar a sinalização, realizar ultrapassagens seguras, não misturar álcool e direção, proteger os mais vulneráveis no trânsito e adotar regras de direção defensiva.

Os dados da PRF mostram que o número de acidentes tem se mantido constante no país nos últimos anos. Em 2020, foram registrados 63.578 acidentes nas rodovias federais, resultando em 71.511 pessoas feridas e 5.293 mortas. Em 2021, foram 64.518 acidentes, com 71.804 pessoas feridas e 5.393 mortas. No primeiro trimestre de 2022 ocorreram 14.976 acidentes nas rodovias federais do Brasil, o que corresponde a 23% do total do ano anterior. Esses acidentes resultaram em 17.115 pessoas feridas e 1.283 mortas. A expectativa é que a promoção de ações educativas intensivas, como as ocorridas durante o Maio Amarelo, contribuam para reduzir essas ocorrências.

A campanha Maio Amarelo tem o apoio institucional do Ministério da Infraestrutura, por meio da Secretaria Nacional de Trânsito (Senatran). O material da campanha está sendo divulgado nas redes sociais da Senatran alertando os motoristas para o uso do cinto de segurança, sugerindo aos caminhoneiros que façam paradas regulares e dirijam descansados e lembrando que os pedestres e ciclistas também têm direitos e deveres para tornar o trânsito cada vez mais seguro.

Outras Notícias

Casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave voltam a crescer

 Um levantamento da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) divulgado nesta quinta-feira (5) mostra que os casos de Sínd...

Anitta: da música para os games ‘a patroa’ chega no universo free fire

O Free Fire anunciou nesta quinta-feira (5) um evento para o lançamento da personagem ‘A Patroa’ inspirada na cantora...